Ilustração: Nerino de Campos
Texto: Nerino de Campos
Subsecretário: Nerino de Campos

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010


Caneta preta, caneta grossa, caneta azul, caneta fina. Lapiseira de ponta fina, lapiseira de ponta grossa, teclado, tudo serve, contanto que as ideias cheguem em algum lugar. Palavras, prismas, produtos, prosperidade, prospectos, prazer. Cada coisa com o seu sentido. Cada palavra com seu significado:
INSÍGNIA: Condecoração que se dá a mortos-vivos.
Estabilidade: posição alcançada quando você perde o entusiasmo para viver.
JUÍZO: Uma conquista pós-adolescência que o torna um chato.
JULGAR: Definir coisas ou pessoas como se estivéssemos nos definindo.
PARTICIPAR: Entrar em diversas situações, querendo ou não.
REORGANIZAR: Bagunçar tudo de novo.
INSINUAR: Fingir que você não disse alguma coisa, quando realmente você não disse.
E assim vai...

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010


Uma velhinha, acompanhada por duas pessoas, saía de um restaurante. Ela olhava para o vazio e aquela cena me deprimiu. As pessoas, geralmente acham que o velho incapaz precisa sair de casa para se distrair. Não é verdade. O velho incapaz quer carinho dentro de casa, de preferência que não saia nunca, mas que o carinho que receba o coloque, de uma certa forma, em contato com o mundo.. As pessoas oferecem o passeio com tanto entusiasmo que eles não são capazes de negar. Logo nós seremos os velhos incapazes e sentiremos na pele a falta de noção de quem só quer ajudar.

domingo, 5 de dezembro de 2010


Eu parei de fumar. Isso há uns quinze anos. Não tive grandes problemas ao parar. Não fiquei parando mensalmente, passando para todos um atestado de fraqueza. Resolvi e pronto! Eu estou dizendo isso porque ontem, depois desse tempo todo, senti uma grande necessidade de fumar novamente. A tarde estava linda e eu me sentei em um banco da praça para admirar a natureza. Faltava-me companhia e o cigarro, certamente, cumpriria esse papel.
Foi apenas fogo de palha, e eu, mais só do que antes, pois agora, também sem o cigarro, fiquei lá, até que a escuridão acabasse com aquela felicidade toda.