Ilustração: Nerino de Campos
Texto: Nerino de Campos
Subsecretário: Nerino de Campos

segunda-feira, 28 de abril de 2014

Uma pessoa nasce pobre. Por nascer pobre não se alimenta direito. Não se alimentando direito, não consegue estudar como uma pessoa que se alimenta direito. Não estudando não terá uma profissão decente que lhe garanta a sobrevivência. Consequentemente continuará pobre. Provavelmente terá filhos que nascerão pobres, não se alimentarão direito; talvez nem concluam o Ensino Fundamental, e fatalmente terão outros filhos. Enquanto isto os artistas se auto-promovem, os empresários disputam, os políticos mentem, os líderes religiosos induzem, as revistas manipulam, os dirigentes se dirigem, a sociedade se cala, os padres tomam chá e os pobres limpam a cidade dos restos jogados nas latas de lixo.

domingo, 6 de abril de 2014

Desconforto

Na parede, amarelado sob uma moldura rota, o meu retrato, quando jovem, inspira mais respeito do que esse caco na cadeira de balanço, a forçar a perna num movimento ritmado, como se amenizando a eterna estagnação existente na casa. Até a mosca, que entrou fazendo três ou quatro visitas de inspeção em pontos distintos da sala, preferiu o caco ao retrato emoldurado, causando-me um profundo desconforto.

O mundo é uma maravilha

O mundo é uma maravilha. Tirando as coisas que atrapalham, é uma maravilha. As árvores, os pássaros, todos os animais, enfim, tudo é maravilhoso. Uma cidade bem planejada, uma boa qualidade do ar para toda a humanidade, educação e qualidade de vida para que os ânimos não se exaltem sucessivamente, boas condições de saúde, muita confraternização e amizade entre todos é que fazem desse mundo uma maravilha. Às vezes alguém desanima, acha que o mundo não é tão maravilhoso como todos acham. Esses são os pessimistas que só porque algumas árvores são cortadas, alguns pássaros morrem intoxicados, algumas fábricas emitem gazes tóxicos na atmosfera, algumas escolas não cumprem o seu papel de ensinar e educar, e alguns hospitais não dão o mínimo de condições necessárias para que um cidadão tenha uma boa saúde, não vêm que o mundo é maravilhoso. Quem não vê isso são os alienados que, se gastassem um pouco do seu tempo se informando, se atualizando, assistindo a um bom programa de televisão, entenderiam que realmente o mundo é maravilhoso.

O jardineiro

O jardineiro tem a sua importância, mas convenhamos: Ele priva a natureza de exercer toda a sua exuberância. Ele transforma um ninho de cobra em uma casa de Barbie. Nós achamos a casa de Barbie maravilhosa, principalmente se ela for construída nos jardins de um castelo ou na entrada de um Shopping. Sem desmerecer a profissão do jardineiro, que faz uma maquiagem na natureza para que nós vivamos iludidos e satisfeitos, acho que ele deveria deixar os jardins mais perigosos e selvagens para que as pessoas não se sintam tão poderosas.

sábado, 8 de fevereiro de 2014

Exposição

Eu sou um artista e sei que a arte é um espelho que revela a nossa face. Eu detesto me revelar, detesto me expor, mas o artista tem que fazer exposições para mostrar o seu trabalho, e com isso conseguir viver. Então eu, que quero sempre estar escondidinho no meu canto, tenho que me mostrar, sorrir e fingir que não foi sofrido pintar todas aquelas telas, e fingir também que a vida é bela como é para todas as outras pessoas.