Ilustração: Nerino de Campos
Texto: Nerino de Campos
Subsecretário: Nerino de Campos

terça-feira, 12 de julho de 2011


A minha cama sempre foi um dos lugares mais aconchegantes, um refúgio onde eu conseguia me confortar. Ali eu me sentia protegido; não por ninguém, mas pela cama, pelas cobertas, pelo quarto, pela intimidade de estar deitado num lugar seguro. E era cair ali e dormir, sem problemas. Hoje eu não sinto mais essa segurança. Não me sinto protegido. Estou sempre assustado, esperando que o pior aconteça. Então coloco sobre o ouvido uma almofada e espero que os pensamentos se esvaiam e que eu encontre um pouco de paz para continuar naquele lugar.

Um comentário: