Ilustração: Nerino de Campos
Texto: Nerino de Campos
Subsecretário: Nerino de Campos

sábado, 17 de julho de 2010

6 comentários:

  1. Os monstros das cidades, em parte os conhecemos, mas os pequenos dos "lugarejos" que não fazem parte dos nosso cotidiano, simplesmente os tememos, assusta-nos por sua pequenez e por ser desconhecido.
    Belo texto, e compactuo com seus medos, dê-me boas vindas e boa acolhida.

    ResponderExcluir
  2. O deus e o diabo das pequenas coisas!!

    ResponderExcluir
  3. Na corrente contrária do bucolismo, do "eu quero uma casa no campo". Urbano, pragmático e feliz, porque não?

    ResponderExcluir
  4. Os monstros da cidade tornaram-se de estimação, fazendo esquecer a origem das coisas...

    Abraço

    ResponderExcluir
  5. Olá Nerino

    Verdade! Os monstros da cidade nos são comuns.


    ##

    ResponderExcluir
  6. Mas que problema, hein? o cotidiano é tão monstruoso, que já se acostumou a ele! os pequeninos que não lhe fariam mal algum, devem estar rindo dos teus medos!...
    BJS
    Lhú Weiss

    ResponderExcluir