Ilustração: Nerino de Campos
Texto: Nerino de Campos
Subsecretário: Nerino de Campos

sábado, 5 de junho de 2010


Monotonia
O meu trabalho na Secretaria era extremamente monótono e talvez tenha sido este o motivo que me levara a tal comportamento: comecei mudando sistematicamente a bolsa de D. Elvira de lugar. Confesso que ela custou a perceber, porém, a partir do momento da certeza da invasão de sua privacidade, passou a dedicar toda a atenção à bolsa, deixando-me livre para trocar de lugar os seus objetos cotidianos.
Com muita paciência, consegui fazer com que ela valorizasse um clipes sobre a mesa como se valoriza um filho brincando no berço, e se horrorizasse ao vê-lo sobre a cadeira, como se vendo o mesmo berço boiando com a criança sobre um mar revolto.
Sempre que posso, costumo visitá-la no Hospital Psiquiátrico, e por falta de oportunidade, ainda não dei seqüência ao meu trabalho.

5 comentários:

  1. Não me diga que enlouquecestes a D. Elvira??
    A monotonia tem dessas coisas, pouco damos importãncia, quando a perdemos, deixa-nos literalmente no caos.
    Garoto mau...(no bom sentido)

    ResponderExcluir
  2. Isto é prática de bullying... Bem, pelo menos D.Elvira ainda tem a você!

    ResponderExcluir
  3. Amigo,se todos tiverem um amigo como você, mesmo que seja para pirar de vez,é melhor assim! amigos loucos ou loucos amigos? gosto dos dois!
    Abraços
    Lhú Weiss

    ResponderExcluir
  4. D. Elvira, uma mulher de sorte! Hj anda a pendurar seus sonhos com clips, no céu da nossa loucura.
    Amei o post.
    Abçs

    ResponderExcluir